Seg à Sex: 9:00h - 18:00h contato@sdwforall.com
Banner Blog SDW
16 Maio 2020

O papel das empresas responsáveis para com os Direitos Humanos das comunidades durante a crise do COVID-19

Os efeitos da crise que se instaurou no mundo ainda não estão 100% claros. A sociedade como um todo já está sentindo os efeitos colaterais dessa crise que abala o sistema de saúde global. Nossas vidas, tanto pessoais quanto profissionais, pararam enquanto as autoridades assumem o desafio de parar e reverter a propagação da epidemia.

Algumas dúvidas comuns já surgiram no meio empresarial, como quais serão os impactos financeiros nos diversos setores, como é possível contribuir para reduzir os impactos socioeconômicos nas regiões de atuação e que considerações sobre direitos humanos os negócios responsáveis podem implementar.

A Responsabilidade Social Corporativa (RSC)

A Responsabilidade Social Corporativa (RSC) é agora uma métrica familiar de quão bem uma marca interage com as partes interessadas e as comunidades, local e globalmente.

Apoiar o bem social comum tornou-se uma meta tão importante quanto fornecer valor aos acionistas e lucratividade para organizações de todos os tamanhos, até o nível da empresa, em todos os negócios verticais imagináveis.

Nessa crise, esse cenário é óbvio: o cenário econômico pode ser incerto, mas existem desafios e oportunidades a curto prazo que podem ser abordados usando os valores da RSE.

A importância do acesso à água e saneamento aos mais vulneráveis

Existem muitas medidas positivas sendo tomadas pelas empresas, mas há uma falta de resumos de considerações para as empresas recorrerem.

É necessário sim, garantir o bem estar dos funcionários de todas as formas que forem viáveis para a empresa, desde trabalho home-office a cuidados a saúde mental e física. Mas é preciso lembrar do externo às empresas, ao público de risco e na base da pirâmide da nossa sociedade.

Essa crise enfatiza a necessidade das empresas entenderem os riscos sociais de suas operações e realizarem a devida diligência efetiva em seus impactos analisados em uma visão macro da cadeia de valor.

E sabemos que neste momento os mais vulneráveis são aqueles com baixa renda, populações de rurais isoladas, pessoas com condições de saúde subjacentes, pessoas com deficiência e idosos que moram sozinhos ou em instituições.

As populações de baixa renda estão ainda mais expostas ao sofrimento derivado desta crise, e as empresas precisam posicionar-se quanto a isso, principalmente quando essa população fica no entorno de suas operações. Frisando muito que muitos problemas que já existiam antes da crise seguem precisando de atenção.

Em destaque a um dos maiores problemas globais que podem potencializar os efeitos dessa crise estão a falta de acesso à água potável e saneamento. A boa higiene - sabão e água - é a primeira linha de defesa contra o coronavírus e uma vasta gama de outras doenças, mas três quartos das famílias nos países em desenvolvimento não têm acesso a algum lugar para lavar com água e sabão. E sabemos que as mesmas não têm financeiras condições de comprar alcool gel.

O papel das empresas para ajudar aos mais vulneráveis

E por isso, é extremamente importante que as empresas que reconhecem a importância da Responsabilidade Social, façam contribuições para humanidade. Dessa forma o valor da marca da empresa será associada a responsável social e as comunidades entorno terão uma relação mais agradável com a empresa. Essa contribuição pode ser através de doações, infraestrutura, corpo técnico ou mesmo um conjunto dos 3, dentro das suas capacidades técnicas e de negócios.

Por mais que seja mais fácil doações de cestas básicas, materiais de proteção individual, seja extremamente importante. Não podemos esquecer do acesso à água e saneamento que também auxiliará no combate de outras doenças.

As soluções

As empresas podem até se perguntar: mas como vou ajudar com acesso à água e saneamento de forma efetiva e com investimento baixo? A resposta pode estar mais perto do que parece! Nós da SDW trabalhamos com tecnologias e consultoria de acesso à água e saneamento e podemos te ajudar a achar a solução ideal para sua região. A exemplo de projetos dessa linha temos 3 desenvolvidos pela SDW que atingem problemas de água em públicos vulneráveis diferentes:

  • Aqualuz: única tecnologia do mundo para o tratamento de água da chuva de cisternas em zonas rurais quentes, usando radiação solar. Premiada pela ONU, dura 20 anos, não precisa de adição de químicos, apenas o sol.
  • Aquapluvi: dispositivo para coleta de água de chuva a ser implantado em telhados pré-existentes (como de pontos de ônibus, por exemplo), com o objetivo de filtrar e armazenar esta água e disponibilizar para a população de rua. Acoplado à estrutura há um dispenser de sabão, possibilitando a lavagem de mãos, ferramenta extremamente necessária ao combate da COVID-19.
  • Aquasolina: dessalinizador solar que permite que pessoas com acesso à água salobra tenham como produto água com menor concentração de sal, podendo assim realizar a lavagem correta das mãos, protegendo-se do Novo Coronavírus (uma vez que a reação da água com maior concentração de sais com sabão não gera espuma, e sim uma película).